Fazer loginInscrever-se
Resultados do blog
Mostrando 0 de 0 resultados
Mantenha a curiosidade! Você vai encontrar algo.
Dicas de questionários

Três táticas simples para melhorar seu próximo questionário

Três táticas simples para melhorar seu próximo questionário

Questionários são aprendizado. Ao começar, você não está apenas reunindo dados sobre o tema do seu questionário. Também está tentando entender como diferentes abordagens de questionários ajudam você a alcançar sua meta.

Há centenas de detalhes diferentes que você pode ajustar e testar nas formas de elaborar, enviar e analisar seus questionários. Quanto mais você testar, mais saberá o que fazer para obter os dados de que precisa e o que fazer com os dados recebidos. Veja aqui três abordagens que você pode testar no seu próximo questionário.

1. Use perguntas de triagem para obter resultados mais detalhados.

Uma das partes mais difíceis na criação de questionários é alcançar os respondentes certos. Nem sempre você quer saber o que todos pensam, apenas um grupo seleto de pessoas. E quando quer, pode preferir analisar as respostas de diferentes grupos separadamente.

Quer descobrir a opinião dos baby boomers sobre o Instagram? Quer saber de que os clientes satisfeitos gostam no seu produto? Ou em que os clientes não tão satisfeitos gostariam que seu produto melhorasse? Perguntas de triagem podem ajudar você nesses casos.

As perguntas de triagem podem ser feitas no início de um questionário para imediatamente entender se o respondente do questionário é a pessoa cuja opinião mais interessa para você. 

Veja um exemplo de uma pergunta de triagem:

Vamos imaginar que você queira descobrir a opinião dos clientes que gostam do seu produto. Você pode qualificar os respondentes que selecionarem "Qualidade extremamente alta" ou "Alta qualidade". 

Se você tiver uma conta profissional, poderá adicionar lógica de ramificação à pergunta para desqualificar os respondentes que não selecionarem a resposta desejada. Caso seu foco seja os baby boomers, sua primeira pergunta poderá ser "Em que ano você nasceu?", seguida por algumas opções de resposta. Se a resposta não for correspondente ao intervalo equivalente ao dos baby boomers, o respondente será desqualificado do questionário. Se você tiver uma conta gratuita, também poderá fazer perguntas de triagem, mas terá de fazer a triagem dos respondentes manualmente.

Se você quiser obter respostas de diferentes tipos de respondente (como os baby boomers e a Geração Y), mas quer analisá-las separadamente, a ferramenta "Analisar" da SurveyMonkey permite filtrar diferentes grupos.

Questionários com perguntas de triagem cuidadosamente estruturadas podem ser muito mais detalhados e esclarecedores.

2. Tente usar um código QR para atrair mais (ou diferentes) respondentes.

Se você sentiu que seu último questionário não obteve atenção suficiente ou que o número de pessoas ao qual teve acesso foi limitado (por exemplo, somente pessoas cujos endereços de email você tinha ou que seguem sua empresa nas redes sociais), códigos QR (imagens escaneáveis que levam a um site) podem ser a solução.

Os códigos QR começaram a ser mais usados no ano passado, quando a Apple apresentou o recurso de leitura de códigos QR no iOS 11 (outros fabricantes de celulares, como a Motorola, também têm esse recurso). Eles passaram a ser um recurso de uso frequente dos consumidores, com o qual eles se sentem confortáveis.

Os códigos QR são visuais e envolventes. Se você pretende promover seu questionário em canais não digitais, eles são importantes. Links são úteis para o compartilhamento de questionários digitalmente (contanto que sejam visíveis). Já os códigos QR podem ser usados em panfletos, campanhas por email, apresentações de slides ou cartazes na sua empresa.

QR code on a wall

Várias pessoas imprimem códigos QR na embalagem de produtos, em eventos ou em folhetos e materiais de marketing. Tudo o que é visível aos clientes, funcionários, colegas de classe ou mercado em geral é um possível veículo para códigos QR de questionários.

Os códigos QR também podem ser uma ótima forma de explorar um tipo de público diferente. Eles são úteis para alcançar pessoas que prezam mais por sua privacidade (e têm menor probabilidade de revelar seus endereços de email). Por isso, tornaram-se extremamente populares na Ásia, particularmente na China, onde as pessoas os usam frequentemente em serviços como WeChat e Alipay. Isso pode ser um bom indicador de qual será a preferência dos consumidores brasileiros quando os códigos QR se tornarem mais populares.

3. Use uma pergunta aberta e uma nuvem de palavras para apresentar insights novos e surpreendentes.

Você sentiu que seu último questionário não forneceu todas as informações de que precisava? Está curioso para descobrir o que pode ter deixado passar? Com a SurveyMonkey, você pode fazer perguntas abertas para descobrir o que os respondentes realmente pensam, sem limitação.

Isso não é ótimo? As perguntas abertas têm inúmeras vantagens, mas podem ficar confusas, por diversos motivos.

  1. É difícil criar gráficos sem números concretos.
  2. As perguntas abertas tendem a dar mais trabalho para os respondentes.
  3. Se houver muitas perguntas abertas, poderá ser difícil entender as respostas e usá-las de maneira eficaz.

Qual é a solução certa? O melhor é usar uma ou, no máximo, duas perguntas abertas e solicitar que a resposta contenha uma só palavra ou frase. Dessa forma, você não sobrecarregará os respondentes, diminuindo as chances de eles ficarem frustrados e abandonarem o questionário. Isso também facilita a análise das respostas.

As contas premium da SurveyMonkey incluem recursos de análise de texto e nuvem de palavras. Com eles, assim que você receber as respostas, poderá imediatamente identificar as principais tendências. As nuvens de palavras podem ser informativas e criar visualizações úteis que podem ser exportadas e usadas em relatórios ou materiais de marketing.

A criação e aplicação de questionários é um exercício constante de curiosidade. Testar diferentes estratégias é a melhor forma de aprender como aproveitá-los ao máximo. Teste diferentes tipos de pergunta nos seus questionários ou maneiras de enviá-lo. Analise suas respostas com diferentes tipos de filtro. Sempre há algo mais a ser descoberto.

Quer testar essas possibilidades? Crie seu próximo questionário e comece a testar seus resultados agora mesmo.