Perguntas fechadas x Perguntas abertas

Uma parte fundamental da criação de questionários online excelentes é o uso eficiente de perguntas abertas e fechadas.

Antes de prosseguirmos com a discussão de como usá-las, vamos definir cada uma delas:

Uma pergunta fechada é formada por opções de resposta já preenchidas para o respondente escolher. Já uma pergunta aberta pede que o respondente dê feedback com as próprias palavras.

Vamos observar mais de perto esses tipos de pergunta, analisar suas vantagens e desvantagens e esclarecer quando usar cada um deles. Tudo pronto? Vamos lá!

Perguntas fechadas

As perguntas fechadas têm diversas formas, incluindo: múltipla escolha, menu suspenso, caixas de seleção e perguntas de classificação. Esses tipos não permitem respostas únicas nem inesperadas. Em vez disso, os respondentes precisam escolher uma das opções pré-selecionadas exibidas. É como ter as opções de espaguete ou hambúrguer para o jantar, em vez de alguém perguntar "o que você gostaria de comer no jantar?"

Use perguntas fechadas nos seguintes casos:

1. Quando o público não estiver muito interessado no tema da sua pesquisa

Perguntas fechadas são mais fáceis de responder do que abertas. Por quê? Porque perguntas fechadas apresentam todas as possíveis opções tirando a tarefa dos respondentes de dar as próprias respostas.

Por isso, ao fazer uma pesquisa com um público que talvez não esteja interessado no que você está perguntando, considere usar perguntas fechadas. Assim, os respondentes terão uma experiência de pesquisa mais fácil e você terá uma taxa de conclusão mais alta.

2. Quando você precisar de dados quantificáveis

As perguntas fechadas são a melhor opção para procurar dados estatisticamente relevantes. Retomando nosso exemplo anterior, usar uma pergunta fechada pode ajudar a obter estatísticas como: 70% dos respondentes querem comer espaguete no jantar, enquanto 30% preferem hambúrguer.

As perguntas fechadas são conclusivas por natureza, pois são desenvolvidas para criar dados facilmente quantificáveis. Por serem simples de codificar, essas perguntas são particularmente úteis para comprovar a relevância estatística dos resultados de uma pesquisa. Além disso, as informações obtidas por meio dessas perguntas permitem que os pesquisadores categorizem os respondentes em grupos com base nas opções selecionadas por eles.

3. Quando quiser categorizar respondentes

Em outras palavras, elas permitem que você conduza estudos de perfil demográfico. Por que isso é importante?

Imagine que a gerente de uma loja de roupas de grife acredite que alguns tipos de pessoa têm maior probabilidade de visitar sua loja e comprar suas roupas. Para descobrir quais grupos de segmento têm maior probabilidade de se tornar seus clientes, ela pode elaborar uma pesquisa para todos os visitantes. Essa pesquisa pode incluir perguntas fechadas sobre gênero, idade, situação empregatícia e outras informações demográficas desejadas. Em seguida, as demais perguntas podem ser relacionadas à frequência com que os respondentes visitam a loja e o valor que gastam anualmente. Como todas as perguntas são fechadas, a gerente da loja pode quantificar facilmente as respostas e determinar o perfil do seu cliente típico. Nesse caso, ela pode descobrir que seus clientes mais frequentes são estudantes do sexo feminino com idade entre 18 e 25 anos. Com esse conhecimento, ela pode criar um plano de ação para atender melhor a esse segmento ou dividi-lo em outros perfis demográficos-alvo.

A maior desvantagem das perguntas fechadas é a necessidade de os pesquisadores já terem uma compreensão clara do tema e de como as perguntas estão ligadas ao problema geral da pesquisa antes de serem criadas. Caso contrário, as perguntas fechadas levam a opções de resposta insuficientes, perguntas que não refletem adequadamente a finalidade da pesquisa e informações limitadas ou incorretas.

Por exemplo, na pergunta "Você vai ao trabalho de carro, de ônibus ou a pé?", posso ter acidentalmente omitido carona, bicicleta, dando piruetas ou qualquer outro método de transporte que ainda não conheço. Em vez disso, seria melhor se eu fizesse a pergunta aberta "Como você vai ao trabalho?" para descobrir todos os tipos diferentes de resposta antes de forçar a seleção com base em uma lista de opções.

Perguntas abertas

As perguntas abertas são exploratórias por natureza e oferecem aos pesquisadores dados avançados e qualitativos. Em suma, elas proporcionam ao pesquisador a oportunidade de obter insights sobre todas as opiniões relacionadas a um tema com o qual ele não tem familiaridade. No entanto, por ser qualitativo por natureza, esse tipo de pergunta não tem a relevância estatística necessária para uma pesquisa conclusiva.

Apesar disso, as perguntas abertas são incrivelmente úteis de diversas maneiras:

1. Entrevistas especializadas

Como exigem pensamento crítico e opiniões sinceras, as perguntas abertas são perfeitas para obter informações de especialistas em áreas nas quais o pesquisador não é qualificado. Por exemplo, se eu quiser aprender sobre a história da China antiga (algo sobre o qual sei muito pouco), posso criar uma pesquisa para um grupo específico de historiadores com foco na China antiga. Nele, adiciono perguntas abertas criadas para obter um alto volume de conteúdo e dar liberdade para o especialista demonstrar seu conhecimento.

2. Estudos com populações pequenas

As perguntas abertas podem ser úteis em pesquisas que segmentam um pequeno grupo de pessoas, pois não é necessária uma análise estatística complexa. Além disso, a natureza qualitativa das perguntas fornece dados mais valiosos de cada respondente. A regra aqui é o grupo ser pequeno o suficiente para que o criador da pesquisa consiga analisar cada resposta e refletir sobre as informações fornecidas. Por exemplo, um supervisor quer obter feedback de desempenho da sua equipe de seis funcionários. Ele se beneficiaria mais de perguntas que permitem aos participantes responder livremente, em vez de perguntas fechadas que limitarão as respostas.

3. Pesquisa preliminar

Conforme mencionado na seção de perguntas fechadas, as pesquisas conclusivas normalmente exigem pesquisas preliminares para delinear os objetos adequados, a estrutura da pesquisa e as perguntas. As perguntas abertas podem revelar uma variedade de opiniões e comportamentos de uma população nunca antes percebidos. Por isso, elas são extremamente úteis para obter informações para pesquisas quantitativas mais detalhadas.

4. Uma solução para os respondentes

Em qualquer pesquisa, independentemente do tamanho, é recomendável incluir uma pergunta aberta para comentários no fim. Isso é válido em especial para pesquisas com perguntas fechadas sobre atitudes, opiniões ou comportamentos. O uso de perguntas fechadas pode forçar os respondentes a se adequarem ao conjunto de opções apresentado. Talvez eles tenham outras informações ou dúvidas que queiram compartilhar com você sobre as quais não foram questionados. Ao fornecer uma caixa de comentário, você demonstra respeito aos respondentes que dedicaram tempo à sua pesquisa.

No entanto, as perguntas abertas também têm algumas desvantagens. Embora as respostas sejam quase sempre mais ricas em termos de qualidade, o esforço exigido para processar as informações fornecidas pode ser desanimador. É por isso que as perguntas abertas funcionam melhor em estudos com populações pequenas. Além disso, caso sua amostra de pesquisa seja uma fração da população de estudo, você buscará dados que possam ser inferidos como estatisticamente relevantes sobre a população em geral. Infelizmente, as perguntas abertas não podem ser usadas dessa forma, pois cada resposta deve ser vista como uma opinião única.

Gostaria de ver como as perguntas abertas e fechadas são usadas em pesquisas? Confira os modelos de questionário criados por nossos metodologistas. Eles abrangem tudo, desde feedback de clientes até testes de mensagem da sua marca.

Veja como a SurveyMonkey pode incentivar sua curiosidade