Dez etapas simples para criar uma pesquisa que gere respostas úteis

Elaboração simplificada de pesquisa

Tomar a decisão de realizar pesquisas para ouvir o público é fácil. Mas criar uma pesquisa pode parecer difícil. Aqui na SurveyMonkey, nós ajudamos a simplificar essa tarefa. Afinal, pesquisar é uma arte e uma ciência, mas não chega a ser como a ciência aeroespacial!

A primeira etapa, e a mais importante, é identificar por que exatamente você quer criar uma pesquisa. Ou seja, qual é o objetivo?

Um objetivo sucinto e focado pode ajudar você a criar uma pesquisa que faça somente as perguntas necessárias. Veja a seguir algumas perguntas que você deve se fazer para ajudar a definir o objetivo da pesquisa:

Há outras pessoas que vão ver e usar as respostas? Que insights eu espero obter? Que decisões espero tomar?

Depois que entender por que quer fazer uma pesquisa, você poderá começar a criá-la.

Dez etapas simples para criar uma pesquisa

Há uma série de escolhas que devem ser feitas ao elaborar uma pesquisa, mas seguir algumas regras básicas pode ajudar você a fazer as escolhas certas. Veja a seguir dez ótimas dicas para criar uma pesquisa que dará a você as respostas necessárias.

1. Use formatação. Agrupe perguntas semelhantes para manter a lógica e a objetividade da pesquisa. Quebras de página, títulos de página e instruções ajudam as pessoas a entender a natureza e o motivo das perguntas.

2. Questione com frequência. O uso da mesma pergunta em uma série de pesquisas ou o uso da mesma pesquisa ao longo do tempo é uma boa maneira de construir uma referência e medir as mudanças nas atitudes dos respondentes.

3. Seja breve. Os respondentes não gostam de pesquisas muito longas. Então, ao pensar sobre como fazer uma pesquisa, lembre-se de reduzir o número de perguntas.

4. Comece com cautela. A primeira pergunta geralmente é a mais importante. Fazer perguntas pessoais ou delicadas logo no início pode assustar as pessoas. Deixe esse tipo de pergunta, caso seja realmente necessária, para o fim.

5. Atenha-se aos detalhes. Crie perguntas de pesquisa que explorem uma ideia de cada vez, para ter certeza de que seus respondentes sejam capazes de compreender a natureza das suas perguntas. Perguntas vagas, genéricas e de várias partes podem ser confusas e difíceis de responder.

6. Esclareça, esclareça, esclareça. Explique detalhadamente tudo o que possa ser interpretado de mais de uma maneira. Quer saber se alguém é conservador nos seus questionários para pesquisas eleitorais e políticas? Certifique-se de especificar se está falando sobre o modo como se vestem, sua visão política, sua preferência musical ou culinária ou filosofia de vida (para citar apenas alguns exemplos).

7. Mantenha a relevância. Crie uma pesquisa que mantenha o foco dos respondentes apresentando a eles apenas as perguntas aplicáveis. Uma ótima maneira de fazer isso é usando a lógica de ramificação para eliminar perguntas irrelevantes.

8. Evite perguntas do tipo "sim ou não". Esse tipo de pergunta não identifica as pessoas que estão indecisas nem as nuances das opiniões. Em outras palavras, ao refletir sobre como fazer uma pesquisa, lembre-se de não incluir perguntas do tipo "sim ou não"!

9. Evite a matriz. Quando é proposta uma matriz, os respondentes normalmente se concentram em preencher a grade em vez de prestar total atenção em cada pergunta, e isso prejudicará a qualidade dos seus dados.

10. Use palavras, não números. Ao elaborar opções de resposta, use frases como "um pouco provável" ou "extremamente provável" e não números como "2" ou "4" para indicar o grau de preferência. As opções de resposta da escala Likert como essas são mais fáceis para as pessoas entenderem.

Com essas dicas, você já sabe como fazer uma pesquisa que gere as respostas de que precisa para tomar as melhores decisões!

Se você quiser ser um verdadeiro especialista em pesquisa, veja nosso passo a passo para elaborar perguntas para pesquisas. Quer um modo mais simples de criar pesquisas? Temos vários modelos de pesquisa prontos para uso, basta você escolher. De modelos de pesquisa de satisfação do cliente, marketing a envolvimento do funcionário , temos várias opções para ajudar você a fazer pesquisas de sucesso. Por fim, se quiser ver mais dicas mais dicas e truques para criar excelentes pesquisas, consulte o blog da SurveyMonkey.

Recursos adicionais para a elaboração de pesquisas

Aproveite estes excelentes recursos da SurveyMonkey e crie pesquisas em pouquíssimo tempo!

  • Fácil criação de perguntas. Com 15 tipos de perguntas, incluindo escalas de avaliação, múltipla escolha e muito mais, é fácil criar pesquisas online a partir do zero. Você pode escolher perguntas certificadas do Banco de perguntas, nossa biblioteca de modelos de perguntas.
  • Identidade visual customizada. Personalize a aparência das suas pesquisas. Adicione logotipo, nome da empresa, cores e imagens. Crie seu próprio URL de pesquisa e direcione seus respondentes para uma página promocional quando terminarem de responder.
  • Recursos avançados. Obtenha os dados de que você precisa com perguntas obrigatórias e validação de respostas. Elimine o viés com atribuição aleatória (testes A/B) e aleatoriedade. Crie pesquisas interativas com a lógica de ramificação e o transporte de perguntas. (Nós garantimos que é mais fácil do que parece!)
  • Encontre respondentes para a pesquisa. Alcance seu mercado-alvo ideal adquirindo respostas bem-direcionadas e de alta qualidade por meio da nossa rápida solução de pesquisa de mercado "faça você mesmo" SurveyMonkey Audience.
  • Mantenha o anonimato na sua pesquisa. Você costuma ouvir a seguinte pergunta: “As pesquisas da SurveyMonkey são anônimas?” A resposta é sim, se você quiser que elas sejam. Normalmente, você sabe melhor do que ninguém se o seu público quer que o feedback fique privado ou não. Nosso foco é continuar oferecendo a tecnologia e o conhecimento para que você tome essa decisão e coloque-a em prática.

As pesquisas da SurveyMonkey são anônimas? Tire a dúvida. Siga estas três etapas se você quiser que as respostas do seu público sejam mantidas confidenciais.

Veja como a SurveyMonkey pode incentivar sua curiosidade