Otimização de pesquisas para dispositivos móveis: um guia detalhado

Veja oito dicas para aperfeiçoar a aparência e o funcionamento das suas pesquisas em qualquer dispositivo

Com a expansão contínua do mercado mundial de smartphones, cada vez mais respondentes estão usando dispositivos móveis para responder a pesquisas.

Aproximadamente três de cada dez respostas a pesquisas da SurveyMonkey nos Estados Unidos são enviadas por meio de um smartphone ou tablet. Esse número é ainda maior fora dos EUA, chegando a 50% em alguns países.

Em breve, o número de respondentes da SurveyMonkey que escolhem dispositivos móveis para responder a pesquisas poderá superar o número de respondentes que escolhem o computador. Por isso, é mais importante do que nunca ter os dispositivos móveis em mente ao criar pesquisas.

No entanto, a otimização de pesquisas para dispositivos móveis requer alguns cuidados adicionais. Ao criar pesquisas para o computador, não é necessário lidar com questões complexas como o tamanho da tela ou o sistema operacional, mas visualizar as pesquisas em um celular mais antigo será totalmente diferente de visualizá-los em um phablet. Além disso, a aparência das pesquisas também é diferente no Android e no iOS.

Para garantir que você obterá os melhores dados possíveis, dedique algum tempo à otimização da sua pesquisa para os respondentes que usam smartphones. Veja aqui oito dicas de otimização de pesquisas para dispositivos móveis:

1. Evite perguntas do tipo matriz muito longas

Devido à formatação horizontal, pode ser difícil visualizar adequadamente a pergunta em dispositivos móveis devido à quantidade de texto de perguntas de matriz muito longas em um espaço pequeno. Tente limitar a cinco o número de opções de resposta (colunas) e de itens de pergunta (linhas). Seja o mais conciso que puder ao formular as perguntas e respostas.

Caso não seja possível diminuir suas perguntas de matriz longas, tente separá-las e criar uma série de perguntas de matriz menores. Se possível, é ainda melhor não usar o tipo matriz nesse caso e criar perguntas individuais.

2. Uma coluna vertical é melhor para perguntas de múltipla escolha

Ao formatar as opções de resposta de perguntas de múltipla escolha, o melhor a fazer é posicioná-las na vertical. Como as perguntas de matriz, opções de respostas na horizontal podem fazer com que o texto seja exibido de uma maneira confusa, dificultando a leitura.

Geralmente, usar opções de resposta em um menu suspenso também não é uma boa opção. A leitura desses menus é mais difícil em dispositivos móveis, pois, além de clicar, os respondentes precisam rolar a página para ver todas as opções. Isso poderá fazer com que os respondentes não consigam ver todas as opções que você incluiu ou que passem muito rápido por elas, o que poderá influenciar as respostas que você receberá.

Uma coluna vertical proporciona a experiência de leitura mais fácil para os respondentes, o que resulta em dados mais precisos para sua análise.

Vertical column questions on mobile

3. Limite o número de perguntas abertas

É fácil cometer erros ao digitar nos teclados pequenos dos smartphones. Por isso, limite o número de perguntas abertas (como caixas de comentários e caixas de texto numéricas) na sua pesquisa.

4. Tenha cuidado ao adicionar imagens e vídeos

Vídeos são carregados rapidamente em conexões por meio de cabos Ethernet ou em redes rápidas de Wi-Fi, mas muitos respondentes que usam smartphones dependem de redes celulares para carregar dados. Um vídeo que é reproduzido imediatamente no computador pode demorar muito mais para carregar em um smartphone, o que pode deixar os respondentes frustrados e fazer com que desistam de responder à pesquisa. Por isso, considere limitar a quantidade de elementos multimídia nas pesquisas otimizadas para dispositivos móveis.

5. Seja breve

Os respondentes que usam dispositivos móveis geralmente respondem em movimento. Por isso, é importante ter em mente o tempo necessário para responder às perguntas. O melhor a fazer é garantir que a pesquisa seja a mais curta possível para que ninguém acabe desistindo na metade.

6. Separe suas perguntas

Tente limitar o número de perguntas a duas ou três por página para que os respondentes que usam smartphones não precisem rolar muito a tela para chegar à próxima pergunta. A rolagem pode fazer com que eles cliquem na resposta errada sem querer ao tentar chegar às perguntas na parte inferior da página.

No entanto, se sua pesquisa for longa, pode ser incômodo ter que esperar até que cada página seja carregada. Tente encontrar um equilíbrio entre o tamanho das perguntas, o número de páginas e o número de perguntas por página.

7. Use logotipos pequenos e evite barras de progresso

Logotipos podem ocupar um espaço valioso na tela. Remova os logotipos das pesquisas que você supõe que serão respondidas em smartphones. Se não for possível, pelo menos use logotipos pequenos o suficiente para não ofuscar o que realmente importa: as perguntas da pesquisa.

O mesmo vale para as barras de progresso. Em geral, elas desviam a atenção e ocupam muito espaço, causando a necessidade de rolar a tela para ver a pergunta. A otimização de pesquisas para dispositivos móveis funciona melhor quando você evita logotipos e barras de progresso.

Logo options on mobile

8. Teste a pesquisa no ambiente certo

A última verificação para qualquer pesquisa é testá-la para detectar erros de digitação e confirmar se a lógica de ramificação foi programada corretamente. Não se esqueça de testar sua pesquisa tanto em um computador como em um smartphone. Caso você tenha acesso a dispositivos Android e iPhone, o ideal será testar a pesquisa nos dois. Ao experimentar a pesquisa no ambiente de um dispositivo móvel, você logo verá quais perguntas ou páginas não estão de acordo com as orientações mencionadas neste guia.

Veja como a SurveyMonkey pode incentivar sua curiosidade