Fazer loginInscrever-se
Resultados do blog
Mostrando 0 de 0 resultados
Mantenha a curiosidade! Você vai encontrar algo.
Dicas de questionários

Cinco maneiras de planejar e enviar questionários e obter resultados melhores

Cinco maneiras de planejar e enviar questionários e obter resultados melhores

Qualquer pessoa que já tenha vivido um relacionamento pode confirmar que, às vezes, não se trata do que você diz, mas da forma como você diz, ou de quando. Com pesquisas, às vezes, enviar na hora certa ou pelo canal certo pode afetar e muito a maneira como as pessoas interagem com ela.

Estas são cinco maneiras de planejar e enviar uma pesquisa online para obter os melhores resultados. 

1. Informe claramente sua intenção no início da pesquisa. 

Ao pedir para as pessoas responderem à sua pesquisa, é melhor falar um pouco sobre o que você vai perguntar e por quê. Você pode fazer isso no texto do convite por email ou em uma introdução na própria pesquisa. Em geral, é uma boa ideia fazer os dois.

Dizer por que você está pedindo feedback pode lhe ajudar de várias maneiras:

  • Incentiva mais respostas. Por exemplo, explicar que o feedback sobre o evento ajudará você a escolher quem fará a próxima palestra dá às pessoas um motivo para darem sua opinião, principalmente às que pretendem voltar ao seu evento. O mesmo vale para o feedback de produtos, funcionários, entre outros. 
  • Torna o resto da pesquisa mais claro. Respondentes tendem menos a se confundir se entenderem qual é o seu objetivo final. Se uma pessoa sabe que você está pesquisando destinos de férias populares, ela não perderá tempo contando sobre suas viagens de trabalho. Ela tenderá menos a interpretar errado suas perguntas e pode se inspirar a dar respostas mais completas. 
  • Define a expectativa: as pessoas terão uma ideia sobre o que será perguntado e quanto tempo deve demorar, o que torna a pesquisa mais interessante. 

Explique a ideia geral no email e use o espaço de introdução da pesquisa para definir o objetivo. Não repita informações, a menos que seja absolutamente crucial, para evitar perder a atenção das pessoas.

2. Envie as pesquisas na melhor hora. 

Se sua pesquisa estiver perguntando sobre uma interação específica—como o atendimento ao cliente, a compra de um produto, o feedback sobre um evento em que a pessoa compareceu—não espere mais do que um dia para enviar a pesquisa. Geralmente, quanto mais cedo, melhor, pois o tema em questão estará recente na memória das pessoas, e elas não o confundirão com outras interações ou eventos.

Às vezes, você pode automatizar essas pesquisas, o que torna o processo ainda mais integrado. (Confira as integrações da SurveyMonkey para saber mais sobre as interações e nossa página da central de ajuda para saber mais sobre envios agendados.)

Além da ideia comum de “quanto antes, melhor”, também temos alguns pontos de dados sobre quando as pessoas tendem a dedicar tempo para responder a uma pesquisa. Em geral, a maioria das pessoas responde a pesquisas de segunda a sexta-feira, com picos de respostas por volta das 10h às 14h. Esse padrão ocorre em todos os perfis demográficos, independentemente de idade, localização, etc. Sendo assim, se você quiser realmente otimizar seus envios, não deixe de enviar suas pesquisas logo antes de uma dessas janelas.

3. Incorpore a primeira pergunta no email.

Incorporar a primeira pergunta no convite para a pesquisa pode aumentar a taxa de resposta em até 22%. Veja como incorporar uma pergunta no convite por email usando a SurveyMonkey.

Por que essa simples ação é tão eficaz? Ela atrai as pessoas para dentro da pesquisa, onde elas se sentem mais envolvidas e portanto mais dispostas a concluí-la. Geralmente, se você conseguir convencer as pessoas a começar a pesquisa, elas tendem mais a concluí-la. O primeiro passo é o mais importante.

4. Aborde as pessoas onde elas já estão. 

Mais de um terço (35%) de respondentes de pesquisas da SurveyMonkey as respondem em um aparelho móvel. Esse número era cerca de 18% em 2013, e a tendência é continuar aumentando. Tendo isso em mente, é do seu interesse fazer uma pesquisa compatível com aparelhos móveis, e até considerar outras plataformas, que não o email. 

Veja algumas que você pode fazer na SurveyMonkey:

canais-surveymonkey

Outras maneiras de manter suas pesquisas compatíveis com aparelhos móveis:

  • Mantenha suas pesquisas o mais curtas possível. Essa é uma boa prática para todas as pesquisas, mas é especialmente importante para pesquisas em aparelhos móveis. Para servir de contexto, as pesquisas com uma só pergunta tendem a ter a taxa de conclusão de 95%, as de seis perguntas tendem a ter 90%, as de 16 tendem a ter 85%, e as de 40, 79%. E isso inclui todas as pesquisas. Alguns tipos de pesquisa (como as preparadas para clientes) terão taxas de conclusão bem menores. 
  • Não exagere nas perguntas abertas: você sabe quanto tempo leva para escrever algo no telefone comparado a no teclado do computador. Seus respondentes tenderão muito mais a abandonar a pesquisa se tiverem que escrever muito. Faça apenas uma ou duas perguntas abertas, se possível.
  • Elimine perguntas de matriz: essas perguntas, que geralmente pedem para a pessoa avaliar uma lista de coisas (ou atributos, como qualidade de atendimento, preço, valor, etc.) de acordo com uma escala (como 1 a 5) demoram muito para completar. Elas também podem demorar mais tempo para carregar e perdem a formatação em interfaces de aparelho móvel. A menos que você realmente precise de tantas perguntas abertas, é melhor cortá-las, se achar que as pessoas responderão à pesquisa por aparelho móvel. 
  • Cuidado com imagens ou vídeos: elas podem demorar muito para carregar em aparelhos móveis, levando a uma experiência frustrante e altas taxas de desistência de respondentes. 

5. Use lembretes, mas com responsabilidade. 

Enviar um lembrete para as pessoas responderem à pesquisa pode fazer uma grande diferença para a taxa de resposta final. Em média, 10% mais pessoas responderão à pesquisa se receberem um lembrete. Mas há limites para a eficácia dessa estratégia. Com cada lembrete em sequência, a porcentagem de pessoas que respondem diminui, e maior é a chance de você estar irritando seu público, em vez de envolvê-lo.

Um ou dois lembretes, alguns dias após o convite inicial para a pesquisa, é provavelmente a melhor maneira de melhorar seus resultados sem incomodar seu público. Os lembretes são fáceis de automatizar e não serão enviados para pessoas que já responderam à pesquisa. 

Bônus: faça uso da página de agradecimento.

Assim como a introdução, você também pode adicionar uma página no fim da pesquisa agradecendo a respondentes. Além de ser uma boa maneira de mostrar sua gratidão, também é um bom lugar para estabelecer a próxima etapa ou uma chamada para ação para respondentes. Também é possível incluir links importantes, mensagens ou até vídeos. 

Algumas simples mudanças podem render mais feedback, mais entusiasmo e mais clareza.