Fazer loginInscrever-se
Resultados do blog
Mostrando 0 de 0 resultados
Mantenha a curiosidade! Você vai encontrar algo.
Dicas de questionários

Como identificar erros na elaboração do questionário por meio dos resultados

Como identificar erros na elaboração do questionário por meio dos resultados

Não há dúvidas de que as respostas de questionários são uma ferramenta valiosa.

Os insights obtidos delas podem ajudar a tomar sua próxima decisão de negócio ou saber mais sobre as pessoas mais importantes para você.

No entanto, você sabia que há padrões nas respostas de questionários que podem ajudar a identificar problemas na elaboração dele? Isso significa que analisar as respostas para ver o que deu errado pode ajudar você a criar questionários melhores no futuro.

Mostraremos como relacionar respostas a erros no questionário. Dessa forma, você aprenderá a criar questionários mais envolventes que resultarão em respostas mais valiosas para sua equipe.

A lógica de ramificação fez sentido?

O uso incorreto da lógica de ramificação pode ser o erro mais comum na elaboração de questionários.

A lógica de ramificação é um recurso que encaminha o respondente para uma pergunta ou página específica com base na resposta fornecida.

Quando usada corretamente, ela permite criar uma experiência de questionário mais personalizada, fornecendo insights mais profundos à equipe. Quando usada incorretamente, ela confunde os respondentes, criando vieses nos resultados.

Por exemplo, se o respondente afirmar que é vegano, mas for encaminhado para uma pergunta sobre o tipo de carne de que mais gosta, é provável que abandone o questionário.

Para descobrir se a lógica de ramificação está sendo usada de maneira ineficaz, verifique:

1. Pico de abandono do questionário após uma pergunta com lógica de ramificação

É fácil identificar abandono de questionário usando o recurso Analisar da SurveyMonkey. Na seção Resumo da pergunta, é possível ver o número de pessoas que responderam ou ignoraram uma pergunta específica.

Observação terminológica: no recurso "Analisar", "ignorado" significa que a pessoa simplesmente não respondeu à pergunta. Agora, podemos continuar.

Na guia "Analisar", "Ignoradas" pode indicar duas coisas: que o respondente ignorou a pergunta e continuou com o questionário; ou que ele abandonou o questionário. Quando o número referente a "Ignoradas" de uma pergunta só aumenta, isso significa que o respondente abandonou o questionário.

É esperado que alguns respondentes abandonem o questionário, mas não muitos, principalmente em perguntas subsequentes a perguntas com lógica de ramificação. Nesse caso, vale a pena investigar.

2. Resultados sem sentido

Vejamos nosso exemplo com o respondente vegano novamente. O que acontece se os respondentes disserem que gostam de um tipo específico de carne mesmo tendo respondido previamente que são veganos?

Use filtros na aba "Analisar" para identificar resultados que não fazem sentido. Veja como:

  1. Selecione Filtrar por pergunta e resposta no menu "Filtrar", à esquerda da tela.
  2. Selecione uma pergunta com lógica de ramificação e escolha uma opção de resposta para testar.
  3. Com base no filtro, veja se as respostas às perguntas de follow-up parecem razoáveis.

Por exemplo, filtre pelas pessoas que responderam ser veganas na pergunta com lógica de ramificação e procure por respostas relacionadas a carne posteriormente no questionário. Se você encontrar alguma, é possível que tenha um problema na lógica de ramificação.

É importante mencionar aqui que pode haver outros motivos para os respondentes abandonarem o questionário.

Suas perguntas causaram viés nos resultados?

Perguntas que têm uma opção de resposta claramente favorita normalmente são mais valiosas e interessantes. No entanto, se uma opção de resposta for radicalmente ou estranhamente dominante, pode ser um sinal de que a pergunta seja enviesada.

Criamos um guia para identificar e evitar erros comuns na elaboração de perguntas. Veja aqui um resumo básico:

  • Há algum julgamento ou opinião na sua pergunta? Em caso afirmativo, ela pode ser uma pergunta tendenciosa.
  • As opções de resposta ou a pergunta levam a uma direção específica? Perguntas desequilibradas podem influenciar os respondentes.
  • A pergunta é do tipo "concordo/discordo"? É possível que haja viés de aquiescência.

Se você verificou a formulação da pergunta e não identificou esses problemas, é provável que ela não tenha problemas e tenha apenas identificado algo sobre o qual as pessoas têm a mesma opinião.

Seu questionário estava cansativo?

Qualquer respondente tem um limite de paciência. Questionários longos testam essa paciência, fazendo com que os respondentes abandonem o questionário ou respondam apenas por responder. Isso ocorre quando a pessoa responde rapidamente ao questionário, fornecendo respostas que não refletem sua verdadeira opinião.

Para descobrir o ponto no qual os respondentes abandonam o questionário, veja o número de respostas a cada pergunta. Quando esse número diminui significativamente, sem volta, pode-se pressupor que muitos deles abandonaram o questionário.

Identificar casos de pessoas que estão respondendo por responder não é tão fácil. No entanto, identificar estes sinais pode ajudar:

  • Diferenças suspeitas no tempo médio gasto no questionário: tempo extremamente longo ou curto de resposta.

Para consultar os tempos de resposta, acesse Respostas individuais, na guia "Analisar", no site da SurveyMonkey. Você poderá ver o tempo gasto por cada respondente no questionário.

  • O respondente seleciona a mesma opção de resposta para todas as perguntas.

Para identificar esse padrão em um respondente, analise as respostas dele em todo o questionário na guia Respostas individuais. Se, por exemplo, ele escolher a opção "c" em todas as perguntas, suas respostas são questionáveis.

  • O respondente ignora perguntas abertas ou responde a elas em poucas palavras.

É fácil identificar perguntas abertas ignoradas usando as técnicas que já vimos neste artigo. No entanto, cabe a você decidir se uma resposta é boa ou não.

O número de perguntas abertas ignoradas é relativamente alto. Isso não é uma coincidência. Elas estão entre os tipos de pergunta mais difíceis para os respondentes. Portanto, sempre que possível, evite usar mais de duas perguntas abertas em um questionário.

A presença dos padrões descritos aqui nos resultados do seu questionário não garante que ele tenha algum problema. No entanto, eles podem ajudar a diagnosticar possíveis problemas que precisam ser analisados em mais detalhes.