Fazer loginInscrever-se
Resultados do blog
Mostrando 0 de 0 resultados
Mantenha a curiosidade! Você vai encontrar algo.
Ciência dos questionários

Como oferecer incentivos de pesquisa sem sacrificar a qualidade dos dados

Como oferecer incentivos de pesquisa sem sacrificar a qualidade dos dados

Mesmo se você tiver uma pesquisa perfeita, o sucesso dela no final das contas está nas mãos de respondentes potenciais.

Mas não se preocupe, você não depende totalmente da vontade deles. É possível motivar respondentes a concluir seu questionário:

Primeiramente, o que é um incentivo? É dinheiro ou a possibilidade de um brinde que você oferece a respondentes em troca de concluir sua pesquisa. Pode ser várias coisas diferentes e uma ótima maneira de aumentar as taxas de resposta e agradecer a respondentes pelo tempo gasto.

Embora isso pareça uma situação em que todos saem ganhando, é preciso tomar cuidado para não atrair a população ou o grupo de respondentes errado.

Neste post, falaremos sobre quando usar incentivos de pesquisa ou não, as práticas recomendadas, incluindo seus prós e contras e os tipos que podemos oferecer.

Tudo pronto para adicionar um incentivo à sua pesquisa?
De prêmios em dinheiro a cupons, você tem dezenas de opções para melhorar sua taxa de resposta.
FAZER LOGIN

Tipos de incentivo:

Eles normalmente existem em duas principais formas: monetário ou não monetário. Incentivos monetários incluem dinheiro, cheques, vales-compra e cupons. Incentivos não monetários são normalmente brindes de agradecimento, como uma caneta ou um bloco de notas grátis, mas também podem ser um folheto ou até uma doação a uma instituição de caridade, que é o que usamos para nossos respondentes do painel do SurveyMonkey Contribute (disponível somente em inglês no momento).

Quando o assunto é aumentar as taxas de resposta de questionários, pesquisas mostram que o dinheiro é o que gera o maior aumento da taxa de resposta. E os incentivos não monetários, como brindes de agradecimento, não são tão eficazes quanto os monetários, em matéria de aumentar as taxas de resposta.

Como esperado, quanto mais dinheiro ou melhor for o brinde de agradecimento, maior será a taxa de resposta. Mas há um ponto em que aumentar o valor não ajuda muito nas taxas de resposta.

Se decidir usar um não monetário, não se esqueça de que o incentivo deve ter apelo universal para sua população-alvo. Por exemplo, se você tem uma mercearia, não ofereça fraldas de brinde para uma pesquisa de feedback de clientes, pois isso vai atrair apenas pessoas com bebês em casa. Em vez disso, talvez seja melhor oferecer cupons de 20% de desconto na próxima compra, já que a maioria dos respondentes poderá usá-los.

Qual é o melhor valor para um incentivo de pesquisa?

Infelizmente, não há um valor perfeito, mas há três coisas que você pode ter em mente para determinar melhor os tipos (e valores) de qualquer um que você queira oferecer:

  1. Seu orçamento: se seu orçamento para o projeto de pesquisa tiver um limite de R$ 1.000,00, por exemplo, você terá que oferecer um incentivo bem pequeno para cada respondente ou talvez usar um sorteio (Mais informação sobre isso abaixo. Continue lendo!).
  2. A população-alvo da pesquisa: digamos que você decidiu pelo incentivo monetário e sua população-alvo é de médicos para uma pesquisa de atendimento de saúde. Como médicos normalmente são muito ocupados, talvez você deva optar por um de alto valor para que queiram dedicar tempo para responder à sua pesquisa. Oferecer a médicos valores como R$ 200,00 é algo a ser considerado, mas talvez você não queira oferecer o mesmo valor a um(a) estudante.
  3. Como fornecer o incentivo: quando tiver determinado que tipo oferecer, você terá de decidir se quer dá-lo antes da pessoa concluir a pesquisa (pré-pago) ou somente para respondentes que concluírem a pesquisa (prometido).

Incentivos pré-pagos são a maneira mais eficaz de aumentar sua taxa de respostas, mas esse método geralmente é difícil de executar com pesquisas online. Ele também tende a ser mais caro, pois você dá o mesmo a todos, independentemente se responderem ou não. Incentivos prometidos são muito mais fáceis de executar, pois é possível enviar por email um vale-brinde depois da pesquisa ou enviar uma correspondência com um brinde.

Se você decidir pelo prometido, terá de tomar outra decisão: fazer um sorteio, uma rifa ou loteria, dar o incentivo para um pequeno grupo de pessoas ou para todos que responderem.

Quando se trata de pesquisas online, os incentivos prometidos individuais mostraram aumentar as taxas de resposta, pois cada pessoa que concluir a pesquisa ganhará a recompensa pelo seu tempo. No entanto, ainda não há um resultado definido sobre o impacto de sorteios.

Com incentivos prometidos, você pode precisar coletar informações pessoais, como endereço de email ou de correspondência. Não se esqueça de tomar as devidas precauções para proteger as informações de respondentes e lhes assegurar de que suas respostas não serão vinculadas às suas informações pessoais. Caso contrário, eles podem não querer responder a perguntas delicadas.

Quando usar incentivos na sua pesquisa

Embora os incentivos tenham demonstrado que podem ajudar com as taxas de resposta, é importante ter em mente que uma alta taxa de resposta não significa que a pesquisa está livre de vieses. Você pode ter um grupo de respondentes muito diferente do seu público-alvo ou, se o incentivo usado for um fator influenciador, podem haver diferenças muito grandes entre os que responderam e os que não responderam.

Além disso, é preciso ter em mente que sua pesquisa pode nem sequer precisar de um incentivo, principalmente em caso de pesquisas de satisfação do cliente. Oferecê-los pode prejudicar a qualidade do feedback recebido.

Respondentes podem tender mais a dar respostas positivas se você der um incentivo pré-pago, ou podem enviar feedback somente para recebê-lo. Em casos assim, talvez você queira deixar de lado os incentivos e usar esse dinheiro em uma pesquisa.

Uma situação em que talvez você queira usar um incentivo é quando está tentando alcançar uma população rara ou um grupo de pessoas menos propensas a responder, também chamadas de não respondentes.

Quando o assunto é não respondentes, se você já enviou uma pesquisa, mas precisa de mais respostas (por exemplo, em uma pesquisa de marketing), pode pensar em contatar os não respondentes novamente e oferecer um incentivo adicional para os que não responderam a fim de evitar um viés em sua amostra.

Sem saber por onde começar? Pense em testar diferentes estruturas de incentivo com um pequeno grupo de respondentes antes de enviar o questionário para todos. Isso pode dar uma ideia se seu incentivo é eficaz e se está servindo para fornecer a melhor e menos tendenciosa amostra de respondentes possível.

Independentemente de como você usar os incentivos para a pesquisa, nosso artigo da Central de ajuda pode lhe ajudar a começar!