Os quatro principais tipos de vieses nas pesquisas e como impedir que eles afetem a sua

O viés é o inimigo mortal de todas as pesquisas, e, ao criar pesquisas, é importante se proteger dele para garantir que consiga resultados precisos. Ao longo dos anos, oferecemos práticas recomendadas para criar pesquisas que ajudam a evitar diferentes tipos de vieses, como a escolha de palavras, estruturas e estilos imparciais. Mesmo assim, se você não tomar cuidado, ainda há algumas maneiras de introduzir um viés sem nem perceber.

De todos os diferentes tipos de vieses em pesquisas, muitos vêm diretamente do criador da pesquisa. O viés é sorrateiro. Ele é causado por criadores de pesquisas que inocentemente as influenciam em um esforço para obter os resultados desejados. No entanto, ao fazer isso, eles influenciam a credibilidade e o valor dos próprios resultados.

É possível evitar esse tipo de viés?

Sim! Veja aqui os quatro principais tipos de vieses em pesquisas, além de dicas para criar suas pesquisas de formas que os evitem proativamente:

1. Fazer as perguntas erradas

É impossível obter as respostas certas se você fizer as perguntas erradas. Infelizmente, é fácil comprometer os resultados das pesquisas quando as perguntas não conseguem capturar o escopo completo da questão abordada. Digamos, por exemplo, que você criou uma pesquisa para descobrir qual é o sabor de pizza favorito dos seus funcionários. Você pergunta: “Você gosta mais de pizza de pepperoni, de carne ou vegetariana?” Embora haja muitos outros sabores de pizza, eles não ocorreram a você na hora de criar a pergunta e acabaram não sendo abordados. Assim, o estudo acaba não medindo qual é o sabor de pizza mais popular, e sim qual é o preferido entre essas três opções.

Dica: usar pesquisas exploratórias é a melhor maneira de garantir que suas perguntas sejam detalhadas e precisas. Ao fazer primeiramente uma pesquisa com um grupo pequeno usando perguntas abertas sobre o assunto, você terá uma noção melhor do escopo do tópico de sua pesquisa, o que diminuirá a possibilidade de ignorar opções importantes para os respondentes. Outra ideia é consultar pesquisas semelhantes para saber quais categorias e tópicos foram os mais mencionados pelos respondentes anteriormente.

2. Aplicar a pesquisa nas pessoas erradas

Pode parecer fácil escolher o grupo de respondentes, mas muitas vezes ocorre o que chamamos de distorções de seleção. Ao conduzir uma pesquisa, é essencial visar uma população adequada para os objetivos da sua pesquisa. Se incluir ou excluir participantes incorretamente, os resultados dos dados poderão ser distorcidos.

Esse viés costuma aparecer quando você não tem uma população-alvo claramente definida. Por exemplo, digamos que você queira limitar sua pesquisa a pessoas de baixo poder aquisitivo. Essa população poderia ser definida de várias maneiras: pessoas com baixa renda, pessoas que não têm rendimento disponível ou pessoas com baixo patrimônio líquido considerando-se bens, renda e dívidas. Cada uma dessas descrições pode ser usada para descrever a ampla população que você deseja atingir. No entanto, cada definição poderia gerar resultados diferentes para seu estudo.

Dica: para evitar fazer a pesquisa com as pessoas erradas, defina com clareza os requisitos para a seleção dos respondentes necessários para atingir os objetivos da sua pesquisa antes de iniciar o projeto. Essa etapa dará o escopo adequado aos resultados da sua pesquisa. Também lembre-se de ser específico nos seus relatórios e conclusões ao se referir à população. Usar termos amplos, como pobre, rico, grande ou pequeno pode levar a interpretações incorretas.

3. Usar um método de coleta exclusivo

Alguns métodos de pesquisa podem tornar a participação no seu estudo difícil ou até impossível para algumas pessoas. Por exemplo, se fizer uma pesquisa com pessoas que estão se dirigindo ao trabalho e entrevistar apenas as que encontrar caminhando pela rua, você poderá não ter um número representativo de pessoas que vão para o trabalho de carro ou de bicicleta. Ao excluir respondentes de maneira não aleatória, você poderá inserir um viés na pesquisa caso as pessoas que não forem incluídas no painel de respondentes tenham opiniões diferentes das que forem incluídas.

Dica: a melhor maneira de limitar esse tipo de viés de pesquisador é dar a todos os respondentes em potencial a mesma chance de participar da pesquisa. No exemplo com as pessoas indo para o trabalho, a melhor alternativa pode ser enviar uma pesquisa online a todos os moradores da sua cidade ou pedir para alguns estabelecimentos locais que enviem sua pesquisa a todos os funcionários.

4. Interpretar incorretamente os resultados dos dados

Esse tipo de viés é introduzido quando os dados brutos são transformados em conclusões resultantes de interpretações incorretas. Geralmente, trata-se de um caso de técnicas estatísticas imprecisas ou inadequadas, que levam à interpretação incorreta dos resultados da pesquisa. Por exemplo, um viés pode ser inserido quando o criador de uma pesquisa ficar animado com uma conclusão que comprova sua hipótese, mas acabar ignorando o fato de que a pesquisa se baseou em uma quantidade insuficiente de respondentes.

Para garantir que os seus resultados sejam provenientes do tamanho de amostra necessário para tomar decisões conclusivas, use a nossa calculadora de tamanho de amostra.

Dica: na maioria das vezes, esse tipo de viés ocorre quando as informações são coletadas antes do desenvolvimento da estratégia de análise dos dados. Para evitar esse tipo de viés, crie um plano de análise dos dados antes de criar a pesquisa. Depois, crie perguntas que você sabe que funcionarão bem com o tipo de análise que escolheu. Por exemplo, use uma pergunta de múltipla escolha se quiser quantificar seus resultados. Por fim, procure conhecer as diferentes ferramentas de análise disponíveis no software de pesquisa com antecedência. Assim, você saberá quais são os tipos de análise que são ou não possíveis antes de criar sua pesquisa.

Evitar esses quatro tipos de vieses nas suas pesquisas pode parecer difícil inicialmente, mas se conseguir manter o foco no objetivo da sua pesquisa e desenvolver um entendimento claro dos tópicos abordados, você estará no caminho certo para eliminar todos esses tipos de vieses.

Para simplificar: é necessário fazer um planejamento antes de começar sua pesquisa. Dedique algum tempo para pensar sobre cada um dos pontos acima e se perguntar se o seu plano de pesquisa os leva em consideração. Quando tiver certeza de que sua metodologia de pesquisa está correta, você poderá ficar tranquilo, pois seus resultados não serão enganosos.

Veja como a SurveyMonkey pode incentivar sua curiosidade