Produtos

A SurveyMonkey foi feita para atender a todos os casos de uso e necessidades. Explore nosso produto para saber como a SurveyMonkey pode te ajudar.

Obtenha insights baseados em dados com questionários online.

Integre seus dados com mais de 100 aplicativos e plug-ins para produzir mais.

Crie e personalize formulários para coletar dados e pagamentos.

Crie pesquisas e descubra insights rapidamente com nossa IA integrada.

Soluções feitas especialmente para todas as suas necessidades de pesquisa de mercado.

Modelos

Meça a satisfação e a fidelidade de clientes à sua empresa.

Saiba o que seus clientes mais querem e torne-os defensores da sua marca.

Obtenha insights práticos para melhorar a experiência de usuários.

Colete informações de contato de clientes potenciais, convidados e outros.

Facilmente colete e monitore confirmações de presença para seu próximo evento.

Descubra o que participantes querem para melhorar seu próximo evento.

Descubra insights para melhorar o envolvimento de colaboradores e promover resultados cada vez melhores.

Obtenha feedback de participantes para fazer reuniões cada vez melhores.

Use o feedback de seus colegas para melhorar o desempenho de colaboradores.

Crie cursos e métodos de ensino cada vez melhores.

Saiba como estudantes podem avaliar o conteúdo e a apresentação do curso.

Descubra o que seus clientes acham das suas ideias de novos produtos.

Recursos

Práticas recomendadas para o uso de pesquisas e dados de pesquisas.

Nosso blog sobre pesquisas, dicas para negócios e muito mais.

Tutoriais e guias de como usar a SurveyMonkey.

Como grandes marcas geram crescimento com a SurveyMonkey.

Pesquisa sobre satisfação no trabalho: que perguntas fazer e por que

Uma pesquisa de satisfação no trabalho é uma poderosa ferramenta para entender o comportamento de colaboradores. Contudo, é preciso saber que perguntas fazer e o que evitar para garantir resultados precisos.

Um questionário de satisfação no trabalho permite que líderes compreendam o que motiva e quais aspectos causam descontentamento na equipe. Para isso, é preciso escolher um bom modelo de pesquisa de envolvimento de colaboradores e elaborar as perguntas certas, no intuito de garantir que o máximo de pessoas possível responda com exatidão e honestidade.

A satisfação é o sentimento individual, momentâneo e mutável de contentamento com a atividade executada por um colaborador dentro de uma empresa. Justamente por ser mutável, a tarefa que você estava desenvolvendo ontem pode já não fazer sentido hoje. Daí a importância de medir a satisfação dos colaboradores com frequência, para que a alegria e a motivação não se percam. Afinal, pessoas felizes são mais produtivas, leais, criativas, defensoras da empresa e promotoras de sua marca.

Um estudo conduzido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado ao final de 2022, apontou que quase 28% das pessoas estão insatisfeitas com o trabalho, seja em razão de salários pouco atraentes ou de benefícios insuficientes. Os dados servem de alerta para as empresas, uma vez que a satisfação está diretamente ligada a outros indicadores vitais para o negócio. Investir na felicidade dos colaboradores é importante, pois contribui para:

  • o aumento da lucratividade e da produtividade geral;
  • a melhora no engajamento da equipe;
  • o decréscimo nas taxas de rotatividade de pessoal (turnover);
  • a diminuição do absenteísmo;
  • a redução nos esforços com retenção de talentos.

As pesquisas de satisfação com o trabalho são a melhor maneira para entender se as pessoas estão realmente felizes na empresa e que aspectos necessitam de ajustes. Uma pesquisa de engajamento fornece dados reais e confiáveis para que as lideranças e o departamento de Recursos Humanos possam tomar decisões assertivas, em vez de se basearem em suposições. Um bom questionário de satisfação deve contemplar perguntas relacionadas a:

  • remuneração e benefícios financeiros;
  • programas de bem-estar, saúde e qualidade de vida;
  • gestão imediata e colegas de equipe;
  • comunicação interna;
  • plano de carreira e oportunidades de desenvolvimento;
  • reconhecimento profissional;
  • diversidade e inclusão.

Além disso, permitir que as pessoas comentem e façam sugestões, mesmo que de forma anônima, é outra opção eficaz para se aprofundar em determinadas questões ou descobrir problemas não aparentes.

A SurveyMonkey é a plataforma líder mundial em questionários online. Crie sua conta grátis e explore diversos modelos de pesquisa de satisfação.

Como mencionado, uma pesquisa de satisfação no trabalho deve incluir questões sobre os mais diversos temas para que você possa identificar quaisquer gargalos. Estes são alguns exemplos de boas perguntas a serem feitas:

  • A gestão incentiva a criatividade e inovação no trabalho?
  • Suas sugestões são ouvidas e valorizadas pelas lideranças?
  • Você tem autonomia para tomar decisões?
  • As tarefas são distribuídas de maneira igualitária entre os integrantes da equipe?
  • Você tem acesso a oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional?
  • A empresa adota políticas claras de promoção da diversidade e inclusão?
  • Os benefícios corporativos englobam ações para a melhoria do bem-estar e da qualidade de vida?
  • A remuneração é adequada e compatível com as atividades realizadas?

É recomendado usar um modelo de questionário de satisfação no trabalho baseado na escala Likert, ou seja, em vez de destinar um campo para as pessoas se expressarem livremente, você disponibiliza uma tabela de respostas predefinidas, em que apenas uma opção deve ser assinalada. Veja um exemplo:

Você tem autonomia para tomar decisões?

( ) Sempre

( ) Com frequência

( ) Às vezes

( ) Raramente

( ) Nunca

As pesquisas de satisfação são um excelente instrumento para detectar aspectos positivos e pontos de melhoria no trabalho. Para isso, as pessoas precisam entender a finalidade do questionário e que benefícios trará.  No entanto, perguntas ruins, tendenciosas ou ambíguas podem gerar resultados imprecisos. Listamos abaixo alguns exemplos:

Como você classifica o ambiente de trabalho e os equipamentos necessários para executar suas tarefas?

Essa questão aborda mais de um assunto (ambiente e equipamentos), e as pessoas terão dificuldades para responder com exatidão, o que afetará a credibilidade dos resultados.

Durante os últimos 12 meses, com que frequência você conversou com a gerência sobre seu desempenho?

Algumas pessoas podem julgar como “conversa” apenas os momentos de diálogo direto com a liderança, enquanto outras entendem que e-mails enviados, feedbacks fornecidos ou o bate-papo informal durante o almoço também devem ser levados em consideração.

O que você considera como o principal fator de insatisfação no trabalho?

( ) Baixa remuneração

( ) Benefícios insuficientes

( ) Comunicação inadequada

( ) Lideranças despreparadas

( ) Ambiente pouco agregador

Nesse exemplo, é dado um conjunto de alternativas, impedindo que a pessoa exponha a sua opinião verdadeira, caso, por exemplo, ela se sinta descontente com a pouca qualidade de vida e com a falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Uma equipe satisfeita contribui para os objetivos estratégicos da organização. Um questionário de satisfação no trabalho é a principal ferramenta para medir o comprometimento e a motivação de colaboradores e deve ser curto, objetivo e específico. A SurveyMonkey oferece várias condições de preços e assinaturas para atender às mais diferentes finalidades de pesquisa. Escolha o plano ideal para você.

A seguir, listamos algumas perguntas frequentes para ajudar você a entender melhor a importância da satisfação no trabalho.

Ainda que a satisfação seja um sentimento individual, existem alguns fatores comuns, que afetam a totalidade da equipe:

  • Transparência: quando as pessoas sabem o que é preciso fazer ou que habilidades desenvolver para conquistar um aumento salarial ou um cargo de maior responsabilidade, trabalham mais confiantes e focadas.
  • Estabilidade: embora não seja possível prever o futuro, as empresas devem oferecer condições mínimas para que as pessoas se sintam seguras e acolhidas no local de trabalho.
  • Flexibilidade: dada a nova dinâmica das relações de trabalho pós-pandemia de coronavírus, organizações que permitem o home office ou que adotam horários flexíveis, costumam ter colaboradores mais felizes e engajados.

Você pode estruturar seu próprio questionário ou escolher um modelo de pesquisa de satisfação de colaboradores predefinido. Algumas das vantagens de usar um modelo pronto, desenvolvido por especialistas, são:

  • economia de tempo;
  • despreocupação com a estética e com a formatação;
  • inclusão, exclusão e edição de perguntas;
  • diversidade de formas de envio (por e-mail, via link ou inserção em sites);
  • facilidade na coleta das respostas;
  • exibição dos resultados em painéis personalizáveis.

Em se tratando da satisfação de colaboradores, o ideal é que todas as vozes sejam ouvidas. Entretanto, nem sempre é possível que a empresa inteira participe da pesquisa, ou seja, é improvável que a sua taxa de resposta seja igual a 100%. Nesse sentido, é importante ter uma amostra representativa da opinião geral, com um nível de confiança elevado. A SurveyMonkey disponibiliza uma calculadora de tamanho de amostra para você não ter que se preocupar com números ou estimativas e poder concentrar os esforços na divulgação do questionário e na análise dos resultados.

Via de regra, pesquisas de satisfação são aplicadas uma vez por ano. Caso você note queda na produtividade, aumento do turnover ou declínio na qualidade das tarefas, talvez seja o momento de avaliar o que está ocasionando essas mudanças. Lembre-se de que, além de medir a satisfação da equipe, é fundamental implementar ações corretivas e estabelecer medidas preventivas para evitar novos ou os mesmos problemas.