Produtos

A SurveyMonkey foi feita para atender a todos os casos de uso e necessidades. Explore nosso produto para saber como a SurveyMonkey pode te ajudar.

Obtenha insights baseados em dados com questionários online.

Integre seus dados com mais de 100 aplicativos e plug-ins para produzir mais.

Crie e personalize formulários para coletar dados e pagamentos.

Crie pesquisas e descubra insights rapidamente com nossa IA integrada.

Soluções feitas especialmente para todas as suas necessidades de pesquisa de mercado.

Modelos

Meça a satisfação e a fidelidade de clientes à sua empresa.

Saiba o que seus clientes mais querem e torne-os defensores da sua marca.

Obtenha insights práticos para melhorar a experiência de usuários.

Colete informações de contato de clientes potenciais, convidados e outros.

Facilmente colete e monitore confirmações de presença para seu próximo evento.

Descubra o que participantes querem para melhorar seu próximo evento.

Descubra insights para melhorar o envolvimento de colaboradores e promover resultados cada vez melhores.

Obtenha feedback de participantes para fazer reuniões cada vez melhores.

Use o feedback de seus colegas para melhorar o desempenho de colaboradores.

Crie cursos e métodos de ensino cada vez melhores.

Saiba como estudantes podem avaliar o conteúdo e a apresentação do curso.

Descubra o que seus clientes acham das suas ideias de novos produtos.

Recursos

Práticas recomendadas para o uso de pesquisas e dados de pesquisas.

Nosso blog sobre pesquisas, dicas para negócios e muito mais.

Tutoriais e guias de como usar a SurveyMonkey.

Como grandes marcas geram crescimento com a SurveyMonkey.

Falar conoscoFazer login
Falar conoscoFazer login

Como medir a produtividade no trabalho contribui para aumentar o engajamento

O engajamento da equipe afeta diretamente a produtividade. Entender o conceito e a importância desses indicadores pode ajudar sua empresa a crescer de forma sustentável.

Em tempos de concorrência acirrada, inovações tecnológicas a todo instante e clientes cada vez mais exigentes, as empresas têm se esforçado para se manter lucrativas e competitivas. Nesse contexto, medir a produtividade no trabalho é condição determinante para a prosperidade do negócio, além de fornecer informações valiosas sobre o engajamento da equipe.

Segundo Peter Drucker, renomado estudioso e escritor austríaco, também conhecido como o pai da administração moderna, o principal objetivo das empresas é suprir as necessidades e promover a satisfação de clientes. Para tanto, as organizações precisam ser mais produtivas, ou seja, empregar o mínimo de recursos (financeiros, materiais e humanos) para gerar o maior número de produtos ou serviços, com a máxima qualidade possível. Para o autor, a produtividade está diretamente ligada à formação de equipes autônomas, criativas e engajadas no trabalho, capazes de otimizar processos e propor soluções inovadoras para alavancar os resultados e contribuir para o crescimento dos negócios.

O engajamento de uma equipe diz respeito ao quanto ela acredita que a sua participação é fundamental para o sucesso organizacional. Em outras palavras, pessoas engajadas veem sentido naquilo que fazem e se sentem emocionalmente conectadas ao trabalho. Suas crenças e valores estão alinhados aos objetivos do negócio. Assim, medir a produtividade pessoal é uma das maneiras de avaliar se a totalidade da equipe está comprometida de fato com o propósito da empresa. Por meio do feedback de colaboradores, você consegue detectar onde existem falhas e implementar medidas para tornar o local de trabalho mais eficiente, saudável, feliz e acolhedor.

As pesquisas quantitativas permitem identificar o percentual de pessoas envolvidas no trabalho, a satisfação geral com relação à empresa e que processos devem ser repensados. Crie sua conta na SurveyMonkey, a plataforma líder mundial em questionários online, e explore diversos modelos de pesquisa grátis.

Boa parte das empresas adota Key Performance Indicators (KPIs na sigla em inglês), ou indicadores-chave de desempenho em tradução literal, para medir a produtividade no trabalho. Alguns dos principais são:

  • Excelência operacional: diz respeito à eficiência dos processos, ou seja, se a empresa faz uso racional dos recursos ou se consegue atender às demandas de clientes nos prazos acordados, por exemplo.
  • Lucratividade: é um dos indicadores econômicos mais usados para medir a saúde financeira e o quão competitiva a empresa é em seu segmento de atuação. É a relação entre o lucro líquido e a receita bruta.
  • Produção sustentável: envolve o quanto a organização consegue funcionar sem afetar negativamente o meio ambiente ou a comunidade, e se ela adota políticas voltadas à diversidade, igualdade e inclusão ou implementa ações para a segurança e a proteção de informações pessoais, conforme a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Além de monitorar os indicadores mencionados acima, as empresas devem conduzir pesquisas de engajamento de modo frequente, de modo a entender se as pessoas estão satisfeitas e comprometidas no trabalho e que aspectos precisam ser revistos para evitar a queda na produtividade.

Após medir a produtividade e o engajamento de colaboradores, você deve analisar os resultados obtidos, comparando-os com dados anteriores. Se houve incremento na produtividade e no envolvimento, é sinal de que medidas implementadas anteriormente surtiram efeito e você deve propor outras ações no mesmo sentido. No caso de queda, é preciso rever os processos, incluindo o recrutamento e seleção de novos colaboradores, a política de cargos e salários, a qualidade das pesquisas de clima organizacional, a eficácia da comunicação interna e o papel das lideranças. A estabilidade nos índices pode ser um indicativo de que a equipe trabalha em um padrão que pode ser melhorado e de que é necessário investir em práticas que aumentem sua motivação e satisfação.

A despeito do porte da empresa, segmento de atuação ou quantidade de colaboradores, compreender se as pessoas são produtivas e engajadas no trabalho é crucial para a continuidade dos negócios. A SurveyMonkey oferece várias condições de preços e assinaturas para atender às mais diferentes finalidades de pesquisa. Escolha o plano ideal para você.

A seguir, listamos algumas perguntas frequentes para ajudar você a entender melhor a importância de medir a produtividade no trabalho.

A produtividade no trabalho é importante tanto para a empresa quanto para seus colaboradores. Equipes produtivas são mais engajadas e têm seus esforços reconhecidos. Para a organização, a produtividade contribui para a redução nos custos operacionais e para o incremento nas receitas. Por fim, a empresa tende a ser vista como referência no mercado, atraindo a atenção não só de talentos, mas também de clientes, fornecedores e investidores, o que é benéfico para todas as partes envolvidas.

Inicialmente, é recomendado que você escolha um modelo de pesquisa de engajamento apropriado para avaliar que fatores são prejudiciais ao desempenho da equipe. O questionário deve contemplar perguntas sobre a cultura organizacional, oportunidades de crescimento, pacotes de benefícios, remuneração, colaboração entre colegas e desempenho da gerência. De posse dos resultados, você pode implementar diversas estratégias para aumentar a produtividade, tais como:

  • instituir campanhas de incentivo;
  • estabelecer programas de benefícios de bem-estar e ações voltadas à qualidade de vida;
  • adotar horários flexíveis;
  • promover treinamentos de reciclagem e dinâmicas em grupo;
  • automatizar tarefas por meio de sistemas de gestão empresarial.

Vários fatores podem contribuir para afetar a produtividade pessoal negativamente. Alguns exemplos são:

  • infraestrutura (mobiliário desconfortável, máquinas obsoletas, temperatura inadequada);
  • comunicação (ruídos, conversas paralelas, fofocas, ausência de diálogo com a chefia);
  • metas pouco realistas;
  • sobrecarga de trabalho;
  • falta de perspectiva de crescimento ou de aumento salarial;
  • suporte tecnológico ineficiente.

A melhoria contínua é a busca ininterrupta pelo aperfeiçoamento dos processos organizacionais. A prática, adotada por diversas empresas, consiste na análise de todos os processos para detectar se existem ineficiências, falhas ou desperdícios. O propósito é eliminá-los ou substituí-los por atividades mais simples, rentáveis ou ágeis, o que torna a empresa mais eficiente, produtiva e lucrativa.